domingo, 26 de julho de 2009

Bonito de Minas


História do Município de Bonito de Minas

A sua fundação, em 1937, era ponto também para o repouso dos tropeiros que vinham de Goiás. Na época, o povoado fundado por João Gasparino Pimenta chamava-se Lagoa do Barro. Gasparino era proprietário da fazenda Santa Maria da Vereda. Nessa região, às margens do córrego Borrachudo, o comerciante de gado fazia seu primeiro pouso após ter saído de terras goianas rumo a Montes Claros.



Mesmo passando rapidamente pelo local, ele já vislumbrava ali uma cidade. E foi buscando concretizar esse sonho que João Gasparino procurou o proprietário daquelas terras, seu amigo e compadre João Antônio Coutinho, para que doasse parte dessas para a fundação do povoado.



A povoação se inicia em 1939; por iniciativa de Saulo Pimenta de Carvalho, é construída a primeira igreja do povoado de Bonito, a Igreja do Bom Jesus. As imagens do padroeiro e de Nossa Senhora do Socorro foram adquiridas por Gasparino em Bom Jesus da Lapa, na Bahia.



Anos mais tarde, em 13 de maio de 1976, o povoado é elevado a distrito de Januária pela Lei nº 6.769. A instalação do distrito de Bonito se deu no dia 14 de abril de 1977, dia em que também foi instalado o Cartório de Registro Civil e inaugurado o posto de saúde Bernardo Gomes Pimenta.


Em 1995, o Tribunal Regional Eleitoral realizou um plebiscito, consultando a população local sobre o desejo de se emancipar o distrito de Bonito. Mais de 50% da população compareceu às urnas, dos quais 85,7% votaram a favor da emancipação. No dia 21 de dezembro desse mesmo ano, chega a notícia de que a Lei nº 12.030/95 havia sido sancionada, elevando Bonito e mais 95 distritos mineiros à categoria de município.




Hoje, tanto os moradores do município quanto os visitantes concordam com o seu fundador, João Gasparino, quando escolheu o nome para o povoado que fundara em 1937:





[...] seu fundador lança o olhar para o horizonte que o cerca, vê ao longe a estrada que liga Minas à Bahia e ao Goiás. O rio Borrachudo com sua sólida ponte, as árvores que a circundam, os coqueiros, o gado a procurar a água do rio, a paz do entardecer dá ao local muito encanto, muita poesia, vindo daí a inspiração para o seu fundador dar àquele povoado o nome de BONITO DE MINAS (PIMENTA, 1997





Pontos Turíticos
Balneário do Catulé
Em meio à vegetação típica de cerrado, o Balneário do Catulé é uma belíssima área de lazer e entretenimento. As águas cristalinas e límpidas do rio Catulé tornam o convite ao banho irrecusável. O local é equipado com palhoça, mesas e churrasqueiras de uso público.






O Gavião é complexo de corredeiras e cachoeiras ideais para a prática do rafting e outros esportes de aventura. Num percurso de 8 km do Rio Carinhanha, o adepto ao esporte encontra cinco grandes corredeiras classificadas nos níveis IV e V (conforme classificação do rafting) e várias outras corredeiras menores. A aventura termina na cachoeira do Gavião, onde as águas cristalinas do Rio Carinhanha formam o belo lago. O local também possui várias trilhas onde o visitante pode apreciar o contato com a natureza selvagem e intacta.

Vindo de São Paulo: O paulista deve seguir pela Fernão Dias (BR-381) até o encontro com a BR-040 e desta seguir até o acesso a BR-135. O resto é o mesmo caminho como se estivesse vindo do Rio de Janeiro.Vindo de Belo Horizonte: Após encarar o Anel Rodoviário, pegue a rampa de acesso a BR-040, permanecendo nesta e depois a direita para seguir pela BR-135 até o acesso a BR-479. Por ela, deves seguir pela Estrada para Pandeiros e sem sair dela seguindo novamente pela BR-479 até o centro de Bonito de Minas (No meio do caminho, fazer uma curva suave a esquerda).

Dados do Município Fundação 22 de dezembro de 1995 Distância até a capital 661 quilômetros Área 3.900,641 km² Densidade 2,1 hab./km² PIB R$ 14.389.680,00 IBGE/2003 PIB per capita R$ 1.795,34 IBGE/2003Altitude: ponto central da cidade: 600 mTemperatura: média anual: 23,6 Cmédia máxima anual: 30,8 Cmédia mínima anual: 18,2 CÍndice médio pluviométrico anual: 1156,1 mmPrincipais rodovias que servem de acesso a Belo Horizonte: BR-040, BR-135Municípios limítrofes: MONTALVANIA, JANUARIA, CONEGO MARINHO













































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































Um comentário:

  1. amei as fotos !!me deu saudades de minha terra querida!!!!

    ResponderExcluir